Guitarra, violão e baixo. O único curso direcionado ao seu objetivo.

Aqui você encontrará materiais para leitura, videos e muita informação sobre equipamentos, efeitos e dicas gerais.

Solo ou improviso?


▪️Definição

O solo é algo específico, planejado e arranjado para determinada música​. O improviso é espontâneo e ocorre em tempo real.

▪️Vantagens e desvantagens

​O solo pode ser decorado e treinado a exaustão, de forma que, quando você vai gravar ou reproduzi-lo, é possível se preparar antecipadamente para executá-lo.

O improviso é espontâneo, o que é legal, mas pode acontecer de você não estar num dia bom e não sair como o esperado. Contudo, ele vai depender de sua capacidade técnica, conhecimento de harmonia básica e recursos que também são obtidos com treino.

Mesmo que você não seja compositor, é muito importante saber improvisar. Imagine que ao reproduzir uma música, você se esqueça de alguma parte do solo. A solução será improvisar porque a música não poderá parar. Se você souber os conceitos utilizados na criação do solo que está tocando, conseguirá improvisar de forma que muitos expectadores (não músicos, não fãs) poderão não perceber seu erro até que você retorne ao solo original.

Quanto a criação, é comum que improvisos se tornam solos. Em Eruption, Eddie Van Halen usava alguns licks e sequência de notas como parte de seu solo nos shows e como aquecimento. Quando o produtor Ted Templeman viu aquilo, fez de tudo para que entrasse no disco e a partir daí a música foi composta. Segundo o próprio Eddie, ele poderia tê-la tocado melhor, pois, em sua visão, existem alguns erros. Mas mesmo contendo tais "erros", Eddie gravou um dos melhores, e mais imitados solos da história, popularizando sua marca registrada, e forma única de tocar.

Por isso, não posso perder o clichê: estude, se dedique, não é tão difícil. A satisfação de um improviso bem sucedido compensa!

Rod. Castelo Branco, km 196 - Pardinho - São Paulo / CNPJ 32.771.734/0001-60                                                                                                          @2019 by Roberta Peregrinaldi