Guitarra, violão e baixo. O único curso direcionado ao seu objetivo.

Aqui você encontrará materiais para leitura, videos e muita informação sobre equipamentos, efeitos e dicas gerais.

Os equipamentos na vida de um músico profissional - Parte 7

A guitarra do Eddie Van Halen

As aulas e trabalhos tocando onde aparecesse estavam indo bem, eu tinha amizade com vários músicos e lojistas, numa visita em uma loja da minha região, acabei me deparando com uma Peavey Wolfgang simplesmente ZERO, eu nunca tinha visto esta guitarra, toquei um pouquinho e achei ela legal, naquela época eu queria ter uma Jem Japan de qualquer maneira, não tinha nem olhos para aquela Wolfgang, de qualquer maneira eu avisei meu amigo vendedor que caso ela não fosse vendida, eu poderia trocar alguns equipamentos com o proprietário dela, assim ele poderia conseguir vender coisas mais simples que uma guitarra de U$3000,00 (este era o preço dela naquela época). Depois de três meses o dono da Wolfgang me ligou, ele tinha se interessado na minha proposta, marcamos de ele levar a guitarra em minha casa e conhecer meus equipamentos (eu ofereci tudo que eu tinha para ele), como eu já disse, naquela época eu queria uma Jem, com a possibilidade de trocar meu equipamento na Wolfgang, entrei em contato com outro lojista amigo meu que tinha uma Jem Japan para a venda e que topava pegar aquela Peavey numa troca pela Jem. Era um sábado a tarde, eu já tinha combinado com o outro vendedor que caso desse negócio, segunda-feira logo pela manhã eu estaria na loja para pegar minha Jem. O dono da Peavey fez a troca comigo. Este era meu equipamento:



E esta era a Peavey Wolfgang:



Passei o restante da tarde tocando aquela Peavey, sem amplificador nem nada, entreguei todo o meu equipamento na troca e até hoje eu considero esta guitarra como minha número 01. Me apaixonei de tal maneira pela guitarra que esqueci completamente da Jem, meu amigo lojista ficou um pouco frustrado por eu ter desistido, mas entendeu também que a Peavey Wolfgang é uma guitarra para ser ter pelo resto da vida.

Como eu dava aulas e tocava direto, peguei um ampli emprestado para dar aulas, quando era para tocar, por um bom tempo, o equipamento também era emprestado.

O primeiro Jmp1

Esta foi uma época de muitos alunos e apresentações, com isto pude rapidamente remontar meu set up, comecei comprando um Jmp1 (rack valvulado da Marshall). Peguei também nesta época o meu primeiro amplificador valvulado, um maravilhoso ampli da Laney de 50 watts alltube



Para os efeitos eu utilizava um Midiverb 4 da Alesis e também comprei um Ultrafex. Um tempo depois eu comprei um Rack da 9150 da Zoom para adicionar mais alguns efeitos




Acabei vendendo o Zoom e o Laney para pegar alguns equipamentos e meu primeiro sintetizador de guitarra, o GR30



Aulas e muito estudo

Para quem está acompanhando esta saga, vou citar novamente uma guitarra Dolphin com ponte Khaller, que eu tinha vendido para um aluno/amigo, não é que o Edu resolveu me dar aquela guitarra de presente? Ela está comigo até hoje, sempre faço um som com ela.

Nesta época eu acabei comprando também um bandolin, um baixo da Giannini, peguei um violão bem simples da marca Intermezzo, um amplificador também bem simples para dar as aulas, uma Boss DR5 e mais uma guitarra, esta era uma RG Ibanez para os alunos utilizarem, logo após a foto abaixo, eu vendi minha Rey e a Ibanez.



Esta é a DR5 e este é o violão Intermezzo, compus muitas músicas com este instrumento desde então



Este era o bandolin e o meu GR30



Esta também foi uma época de muito estudo, muitas revistas, books e video-aulas


Rod. Castelo Branco, km 196 - Pardinho - São Paulo / CNPJ 32.771.734/0001-60                                                                                                          @2019 by Roberta Peregrinaldi